Thursday, November 02, 2006

Cesar Benjamin se manda

Não sei porque não teve o menor destaque na imprensa paulista: o vice de HH, César Benjamin, vai sair do PSOL chutando o balde. Em entrevista ao JB semana passada, CB afirma que tentaram avacalhar o programa que ele tinha preparado para o partido. Aparentemente, o sujeito oculto da frase anterior é "O PSTU e seus dublês no PSOL, o MES de Luciana Genro e o CST de Babá". No segundo turno, a turma fez uma reunião em que decidiu que ninguém no PSOL poderia manifestar apoios públicos a Lula ou a Alckmin, e HH foi no senado dar a ordem. Problema: para essa reunião não foi chamado ninguém dos caras mais moderados do PSOL (os que eram mais orgânicos do PT - o Benjamin, o Plínio, o Chico Alencar, o Ivan Valente, o Edmílson).

HH estava certa em não apoiar ninguém. Exagerou selvagemente no tom ao criticar Lula no primeiro turno, chegando a criticá-lo como pai no debate da Globo. Seria ridículo que apoiasse alguém. Mas daí a impor a agenda de todo mundo no partido vai muita coisa.

O episódio nos lembra um negócio importante: esse pessoal que critica o PT por tê-los expulsado era a mesma turma que expulsou a Bete Mendes por votar no Tancredo, a Erundina, etc.

Continuando assim, o partido vai ter que mudar de nome para PSO. Ou PSTO.

2 comments:

Alex - PC said...

Pois é, quem sabe eles não acabam fazendo uma dobradinha com o Olavo de Carvalho e com o pessoal da Opus Dei né? radicalismo por radicalismo...

Na Prática said...

Grande Alex!

Vai ver que e isso que quer dizer PCO: Partido do Carvalho, Olavo.