Thursday, May 10, 2007

Adeus a Blair (2): Um Bom Governo de Esquerda

Como ninguém comenta isso, merece um registro: os anos Blair foram um ano de grande progresso econômico e social no Reino Unido. Senão vejamos:

1) As negociações de paz na Irlanda do Norte progrediram imensamente, e um absolutamente impensável governo de coalizão acaba de tomar posse no Ulster .

2) A economia teve seu maior período de crescimento contínuo, sob a liderança de Gordon Brown, chanceler do tesouro e novo Primeiro-Ministro, que começou já dando autonomia para o Banco Central. O desemprego era baixo, eu andava pelas ruas impressionado com o número de cartazes de "hiring" na porta das lojas.

3) Consultem o artigo da excelente Polly Toynbee, maior comentarista das políticas sociais dos anos Blair, para conhecer os dois grandes legados da política social de Blair: uma incrível revitalização dos serviços públicos e uma virada para o que a social-democracia tem de mais moderno, a chamada "child-centered social policy", a política social voltada para a criança: a ajuda financeira para as famílias pobres aumentou 53%, somada a um "crédito tributário", um complemento para que os salários baixos atinjam certo nível mínimo. Um programa excepcional chamado SureStart, que cria centros onde as crianças e seus pais recebem o nível de atenção característico das escolas particulares - e das famílias com pais altamente educados - incluindo ajuda com o dever de casa. E o Reino Unido caminha para ter uma rede universal de creches. Para quem acha que isso é frescura: estudos sociológicos (na Europa a sociologia serve pra alguma coisa) mostram que os diferenciais educacionais que determinarão boa parte da desigualdade social na vida adulta começam no ensino básico, no desenvolvimento de capacidades de abstração e linguagem quando a criança ainda é pequena. Botar o Estado para cuidar disso é ser de esquerda.

Para os que se sentiram traídos pela moderação, fica a frase da Polly Toynbee: a esquerda sempre é traída, porque para ela nada é suficiente.

1 comment:

Pictor said...

Talvez o problema do Blair seja o lado político: ele sempre me passou a imagem de um cachorrinho insosso que faz o que o Bush mandar mesmo que a opinião pública interna seja contra. Isso derruba a moral de qualquer um. E aí ninguém fala nada sobre as suas demais políticas (sociais, econômicas).