Tuesday, July 17, 2007

Jade Barbosa

A Jade Barbosa fez uma apresentação espetacular, mas acabou caindo no final, em parte, talvez, pela algazarra que o ginásio estava fazendo. Até aí, parabéns para a menina por ser boa pra cacete no que faz - eu achei que foi ela que nos deu a prata nas equipes. Não é disso que eu vou falar.

O que me dá nervoso é a corja de vagabundos que sai falando, é perdedora (veja posto do Nel Mezzo), brasileiro é assim, mesmo, não nasceu pra vencer, essas coisas. Não vou discutir com isso. Só vou deixar claro: se você acha isso você é um merda. Fora daqui. Não tem nada que eu queira explicar que você seja capaz de entender. Eu já raspei da sola do meu sapato coisas com maior capacidade de reflexão do que você. O meu cachorro peida em um dia médio mais neurônios do que você jamais comportou em sua caixa craniana deformada. Se houver um demônio, se o demônio tiver hemorróidas, se houver um ser tão torpe que não seja aceito como vizinho pela associação dos moradores da hemorróida do demônio, esse ser é o Anjo Gabriel comparado a você.

A única tarefa cultural dos brasileiros, de direita de esquerda, de cima e de baixo, flamenguistas e vascaínos, é erradicar completamente esse estado de espírito da identidade nacional.

Parabéns à Jade, que salta como um anjo, e parabéns às menininhas americanas que ganharam.

PS: hehehe, Jade acaba de conquistar o ouro. Way to go, girl.

11 comments:

Pictor Vrum-Vrum said...

Tá. Concordo. Mas e o Rubinho?

Na Prática said...

É, o Rubinho é foda, mesmo.

Pictor said...

Mas também não é porque ele é brasileiro, é porque ele é speed-challenged mesmo. O cara seria uma piada sob qualquer nacionalidade, methinks.

Na Prática said...

É, methinks, também.

Rabo de Cobra said...

Sei lá, entendo o que você está falando, mas também me dão raiva as afetações nacionalistóides. São tão idiotas quanto e são bem mais abundantes: os cartazes do MV-Brasil, os livros do Muniz Bandeira, as editoras que publicam livros dos alunos do Muniz Bandeira, os eleitores do Brizola, os saudosos da ditadura(de direita e da esquerda). Aliás, são mais abundantes do que isso tudo que exemplifiquei de cara.

Como eu acho que os nacionalismos devem ser cultivados com calma, os esculachadores, até porque estão em menor número (são meia dúzia de janotas) me enchem menos o saco.

O espírito de comunidade é saudável, transgredi-lo inteligentemente também. A exarcebação dele (a caipirice do espírito) é o que sempre me preocupou mais.

Pictor said...

RDC, não discordo. Essa exacerbação da brasilidade também é um nojo. Exemplo, a TV fica tentando nos convencer de que o Brasil é fodão e desenvolvido porque ganhou medalhas no PAN quando os EUA e Canadá nem mandaram os atletas de alta performance pra cá: eles estão todos no pré-olímpico.

Mas isso me parece ser uma coisa da imprensa e não do povo. Eu nunca vi nenhum débil mental cantando Brasil Über Alles por aí. Já o mantra (falso!) de "o que é brasileiro não presta", eu ouço muito.

Anonymous said...

"sou brasileiro, com muito orgulho, com muito amor"

"sou brasileiro e não desisto nunca"

"o rio de janeiro continua lindo"

"cidade maravilhosa, cheia de..."

"brasil, ame-o ou deixe-o"

Blá

Na Prática said...

RDC, eu também não tenho saco pra esse povo que você falou, mas, pelo menos, têm-se a impressão de que os caras ainda querem fazer alguma coisa (mesmo que seja fazer besteira). O que eu não aguento são esses caras que ficam falando mal do Brasil (ou de qualquer outro país ao qual pertençam) como se estivessem acima do problema e não tivessem a obrigação de fazer nada.

Anonymous said...

esse negócio de "sou brasileiro com muito orgulho, com muito amor" é uma paráfrase neoboba do tradicional canto SOU RUBRO NEGRO com muito orgulho... da torcida do mengão. Blá.

Maria said...

Gente, no caso eu só achei sacanagem o que aquele povo intelequitualóide da cantina do IFCH fez com a Jade. E a Jade deu ouro depois. As moças do vôlei é que deram de Rubinho.

Eu concordo que nacionalismo é foda. Mas anti-nacionalismo é foda também. Enfim, tô triste, tá frio, ainda bem que a Jade levou ouro. Né?

Anonymous said...

Sou de uma empresa e gostariamos de comtratar a Jade para uma campanha publicitaria, poderia nos passar o contato com o empresário dela ou o responsável pelos direitos de imagem.

Obrigado
Dorival Antunes
usa@usainternational.com.br
www.usainternational.com.br