Monday, August 06, 2007

Boxeadores Cubanos

O governo brasileiro não pode deportar os boxeadores cubanos. Eles certamente sofrerão perseguição política se voltarem a Cuba, e o Brasil, onde muitas das autoridades já foram exilados, não pode compactuar com esse tipo de arbitrariedade.

A situação é difícil, entretanto, porque os boxeadores afirmam querer voltar volutariamente. Se pedissem asilo, diz Tarso Genro, conseguiriam imediatamente. Eu estou disposto a apostar que esse "voluntariamente" quer dizer "porque senão minha família em Cuba está ferrada". Mas o fato é que, legalmente, o Brasil não pode apelar para a cláusula do preso político sem que os interessados se definam como tais.

Entretanto, o Brasil pode jogar seu peso diplomático para garantir, não só a segurança dos caras, como também a de suas famílias. Se os caras quiserem fugir para a Bolívia para voltar para Cuba, não há muito o que fazer, mas, se não o fizerem, o Brasil deve, no mínimo, dar-lhes visto de permanência, e eles que partam se o desejarem. E devemos pedir ajuda a organizações internacionais de direitos humanos para garantir que não sofram represálias em Cuba, se, por falta de alternativa, desejarem mesmo voltar.

Parabéns ao Luiz Felipe Alencastro e ao Gaspari por terem defendido os boxeadores, que não estão encontrando muita simpatia na imprensa brasileira.

4 comments:

Pictor said...

É estranho que eles só tenham resolvido voltar "de livre e espontânea vontade" depois de presos, após fugirem também de "livre e espontânea vontade". Cada vez eu detesto mais o governo petista.

Pictor said...

Bem, segundo o Globo parece que a polícia política petista já deportou os caras de volta pro Fidel. Gente burra também, se eu fosse fugir de um regime comunista eu correria pra o Uruguai, Chile ou Colômbia, nunca para o Brasil, Argentina, Bolívia ou Venezuela.

(http://oglobo.globo.com/esportes/mat/2007/08/05/297120600.asp)

zé said...

Ora Pictor, eles resolveram voltar "de livre e espontânea vontade" depois que as negociações com os agentes esportistas alemães não deram em nada, isso sim... E como fugir de Cuba e a família sofrer as conseqüências sem receber a maior bolada para isso não vale a pena (aqui no Brasil eles não ficariam pois a falta de grana é crônica nesse esporte), eles pensaram e resolveram encarar um acordo com as autoridades brasileiras e cubanas, resta saber apenas quem pagou pelas passagens e como eles estão vivendo por lá... é pouco provável que recebam visto para sair do país novamente. Não se pode culpar o governo pois eles "declararam" que queriam voltar. O primeiro deles que conseguiu escapar para São Paulo ninguém fala aonde está numa hora dessas, me parece que o cara já tinha tudo ajeitado com agentes e já se mandou do país... E apesar do seu conselho, o Brasil ainda é o melhor país desses todos a quem recorrer na hora de pedir asilo, vai você se autoexilar na Colômbia pra ver o que vai te acontecer... Em tempo, o Bush declarou que nem ele pensa em investigar a ligação entre o Lula e a queda da ponte em Minneapolis...

Pictor said...

Pra que? O Lula apenas vai dizer que não sabia de nada, até parece que você não conhece os nossos sapos!